Publicidade e Comunicação Estratégica em Brasília | (61) 3563-7690

Você sabe o que é a Black Friday? Sabia que exite código de ética?

HomeBlack FridayVocê sabe o que é a Black Friday? Sabia que exite código de ética?

Hoje todo mundo fala, mas você sabe realmente o que é a Black Friday? Você sabia que existe um código de ética?

A Black Friday já é uma realidade no Brasil. Muitas pessoas planejam com antecedência suas compras e aguardam o relógio dar meia-noite para não perderem as melhores ofertas online! Para entender o fenômeno, procuramos saber como surgiu a tradição que nos últimos anos ganhou versões em países como Reino Unido, Austrália, México, Romênia, Costa Rica, Alemanha, Áustria e Suíça para marcar o início da temporada de compras de Natal.

Como, onde e por quê?

Para entender a origem do termo, vamos voltar ao ano de 1869, quando o governo americano interveio na operação de dois especuladores do ouro que tentaram quebrar o mercado do metal no país por meio da compra de grandes quantidades desse minério. Por causa da intervenção, que aconteceu em uma sexta-feira, a expressão foi criada e usada pela primeira vez.

No entanto, foi só em 1930, quando os Estados Unidos viviam a Grande Depressão, que surgiu na Filadélfia um dia dedicado aos descontos, com o intuito de garantir o saldo positivo no comércio local. Durante mais de 60 anos, o “feriado” ficou restrito à região, ganhando projeção e adesão nacional apenas no final dos anos 80. A repercussão global veio a partir do ano 2000.

A tradução literal do nome “Black Friday” significa “Sexta-Feira Negra” – no Brasil, porém, faria mais sentido falarmos “Sexta-Feira Azul”, já que a data se refere a “um dia próspero” para o comércio.

Chegada ao Brasil e a movimentação

Só em 2010 a Black Friday desembarcou em terras brasileiras. No início foi de forma tímida em e-commerces de nicho, mas em 2012 a data das promoções estourou de verdade. Dados da , divulgados pela Conversion Consultoria no final da Black Friday de 2014, mostram que na edição de 2012 mais de 240 milhões de reais foram negociados. Este valor foi triplicado em 2013 e chegou a mais de 1 bilhão em 2014.

voce-sabe-o-que-e-o-black-friday e como ele chegou ao brasili

Foi na Black Friday 2014 que os e-commerces brasileiros superaram, pela primeira vez, vendas de mais de 1 bilhão de reais em um único dia. Com isso, as lojas participantes conseguiram um incremento superior a 71% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Mais curiosidades sobre a Black Friday:

– Em 2015, espera-se um número recorde de 190 milhões de consumidores somente nos EUA. No Brasil, a Câmara e-Bit projeta uma movimentação superior a 2 bilhões de reais durante toda a ação deste ano.

– Nos EUA, a data é tão popular que pessoas costumam acampar na porta das lojas com dias de antecedência. Em 2013, um grupo de 50 pessoas ficou 22 dias acampado na porta de uma loja Best Buy de San José, à espera dos melhores descontos oferecidos pela loja.

– Muitas pessoas acreditam no “mito da melhor oferta”. Uma pesquisa realizada pela Câmara e-Bit, no entanto, coloca que descontos semelhantes são oferecidos pelo comércio eletrônico ao longo do ano.

– Muitos clientes estão monitorando grandes lojas online, para verificar realmente se os produtos estão com desconto, ou mais uma jogada para faturar na Black Friday 2015. Em resumo aumento do preço dias antes e depois aplicar um desconto em cima!!!

É preciso ficar de olho e comprar com desconto durante o ano inteiro também.

Varejo e e-commerce fecham acordo em torno da data promocional

A Black Friday já é o dia com maior volume de vendas e receita em todo o ano. Com importância cada vez maior no orçamento de varejistas e portais de e-commerce, a data comercial ganhou um código de ética para auxiliar tanto na autorregulamentação do setor quanto na percepção do consumidor, que ainda mostra alguns sinais de resistência às ofertas, apesar de participar cada vez mais. A câmara-e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico) e os principais players do setor assinaram nesta quarta-feira (5) o Black Friday Legal, um documento para reger e oficializar as novas diretrizes do evento.

“Queremos trazer uma pegada de autorregulamentação para o nosso mercado. O código de ética é essa mudança conceitual, ocupando o lugar onde não existe uma legislação. Precisamos separar trigo do joio, os que estão querendo fazer da forma correta dos que estão tentando levar vantagem em determinados momentos”, comenta Ludovino Lopes, atual presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. O Black Friday Legal demandará uma série de comprovações dos varejistas online e off-line. “É uma iniciativa do ecossistema do comércio eletrônico. Muitos já cumpriam os requisitos que pedimos, mas não é só fazer, é comunicar que está fazendo”, diz.

O evento também serviu como palco de uma discussão sobre a Black Friday, data comercial que ganha proporção cada vez maior e já supera como data única o tráfego e faturamento do Dia das Mães e do Natal, dois dos mais tradicionais momentos de compra. Na primeira edição, em 2010, o faturamento foi de R$ 21 milhões, enquanto em 2013 este montante foi de R$ 424 milhões em um só dia, com ticket médio de R$ 437 por compra, indicador de duas a três vezes maior que a média do setor. “A Black Friday pode passar R$ 1 bilhão de faturamento em 2014. Com certeza ela baterá os R$ 700 milhões, quase dobra em relação ao ano passado”, afirma Alexandre Crivellaro, diretor executivo do Ibope e-commerce.

“A gente está passando por um fenômeno no Black Friday e também no e-commerce como um todo. Como você dá conta de um crescimento exponencial como o que tivemos? Não estávamos preparados para crescer nos primeiros dois anos, mas ficar nu assim foi importante para nos prepararmos de verdade”, diz Pedro Eugênio, fundador do Busca Descontos e sócio do grupo Makazi. “Com o que estamos fazendo, podemos blindar o mercado e separar as boas atitudes do tal ‘black fraude’. Com quatro vezes mais faturamento neste ano, a percepção de ‘black fraude’ não faz sentido. Com o Black Friday Legal, queremos mostrar que a maior parte das empresas está fazendo o certo”, afirma. Em 2013, 75% dos consumidores apontaram experiências boas ou ótimas.

Neste ano, a expectativa é de um crescimento ainda enorme, impulsionado pelas melhores práticas do mercado, maior informação do consumidor e até mesmo pelo calendário: a Black Friday cai no mesmo dia em que as empresas costumam pagar a primeira parcela do 13° salário. “2014 é o divisor de águas para nós, com planejamento, preparação e até um consumidor melhor” explica o fundador do Busca Descontos, que conta que nesta temporada a preparação para a data começou muito mais cedo e afetou toda a cadeia produtiva, de fornecedores a distribuidores, de companhias de mídia a hospedagens web. O marketing também deve ter incremento.

“O principal custo nisso é o de geração de tráfego, maior até que operação e logística. Como os varejistas querem mais vendas, proporcionalmente também deve subir o orçamento em geração de tráfego. O Brasil tem um inventário finito, e por conta da alta demanda o preço médio de inserção deve ser maior”, raciocina Gastão Mattos, CEO da Braspag, companhia de operações digitais da Cielo.

Divirta-se!

O youtuber carioca Chico Rezende fez um vídeo sobre as armadilhas e situações engraçadas que acontecem durante o período. Vale o play para dar boas risadas!

Written by

Olá sou o CEO & Co-Founder da Agência Carcará de Publicidade em Brasília e sócio do CEO, Diretor de Criação & Co-Founder Raul Evaristo A Agência Carcará figura entre as mais importantes do DF e Brasilia. O foco da Carcará é o de promover e fidelizar a sua marca levando sua empresa a ter sucesso em Brasília e no Distrito Federal, por meio de gestão de campanhas publicitárias eficientes. Visite nosso perfil no Google Plus.