Fale conosco | (61) 3563-7690 e (61) 98445-9090 (ligue no móvel durante quarentena)

Por que investir em marketing digital? Confira 7 ótimos motivos

HomeAgência AgromarketingPor que investir em marketing digital? Confira 7 ótimos motivos
Por que investir em marketing digital? Confira 7 ótimos motivos. A forma como nos relacionamos, principalmente agora durante a pandemia COVID-19 de 2020, com a internet se alterou bastante com o passar dos anos. O ambiente virtual representa mais do que um meio para buscar informações e tirar dúvidas sobre determinados assuntos.

Por que investir em marketing digital? Confira 7 ótimos motivos. A forma como nos relacionamos com a internet se alterou bastante com o passar dos anos, principalmente agora durante a pandemia COVID-19 de 2020. O ambiente virtual representa mais do que um meio para buscar informações e tirar dúvidas sobre determinados assuntos.

Mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados e passam, em média, 5 horas por dia navegando na internet. Com tanta gente online e a mudança de hábitos em relação ao consumo de produtos e serviços, investir em marketing digital tornou-se mais que uma opção, mas uma necessidade.

Uma marca precisa ter presença forte onde o seu público está. E os números mostram que o universo digital é um caminho sem volta: cada vez mais pessoas utilizam sites ou aplicativos para fazerem pesquisas sobre alguma empresa ou buscar referências antes de fazer uma compra.

O que é marketing digital?

O marketing digital nasceu junto à internet, mas foi somente após os anos 1990, quando os computadores passaram a fazer parte dos lares em todo o mundo que ganhou força e começou a revolucionar a forma como as empresas se apresentam e vendem seus produtos e serviços.

Podemos chamar de marketing digital as estratégias desenvolvidas pelas empresas em canais online com o objetivo de atrair novos clientes, estreitar o relacionamento com o público e converter vendas.

Entram nesse modelo de marketing canais e técnicas como os blogs, otimização para ferramentas de busca (que leva o nome de SEO) e os cliques patrocinados (aqueles anúncios que aparecem no topo da página), anúncio em sites, e-mail marketing, e, claro, as redes sociais.

Veja por que investir em marketing digital

Certamente a sua marca quer acompanhar as tendências de comunicação e criar diferenciais em relação aos concorrentes, não é mesmo? E para 2021, onde a pandemia da COVID-19 ainda se fará presente por algum tempo é necessário sim, pensar melhor e investir no marketing digital para sua empresa. Veja agora 7 motivos para investir em marketing digital e colocar sua marca no topo de preferência entre os consumidores.

1 – O marketing digital cabe no orçamento de todas as empresas

Os canais tradicionais de comunicação – TV, jornais ou emissoras de rádio – ainda são muito fortes e devem continuar fazendo parte do planejamento de muitas marcas. Porém, anunciar em um veículo de grande porte custa dinheiro e nem todas as empresas conseguem fazer isso.

Na internet, independentemente do tamanho do seu negócio, é possível encontrar a estratégia mais adequada aos seus objetivos e que caiba dentro do orçamento disponível.

Com o SEO, por exemplo, você pode ficar melhor posicionado em sites de busca e trazer mais visitantes para seu site, de forma orgânica.

2 – A presença digital aumenta o alcance da marca

Como já dissemos, as marcas devem estar no mesmo lugar que o público. Hoje, a internet é uma parte importante da rotina das pessoas, que ficam o tempo todo conectadas.

Ao investir em marketing digital, sua marca será vista mais vezes, alcançando um público potencial bem maior e sendo lembrada quando houver a demanda da sua oferta.

3 – 73% dos usuários fazem pesquisa na internet antes de fechar a compra

Uma pesquisa da Kantar Ibope Media constatou que 73% dos usuários se informam sobre produtos e serviços antes de fazer a compra. Para a maioria deles, os canais online oferecem dados que não são encontrados em mais nenhum lugar e isso faz toda a diferença.

Agora imagine o cenário: alguém se interessa pela sua marca, mas não há qualquer tipo de informação ou dados atualizados para orientar esse visitante. É mais provável que ele busque outra empresa do que outra forma de pesquisar sobre sua oferta.

4 – O marketing digital facilita a segmentação do público

Segmentar o público é mais fácil nos canais online e, mais do que isso, uma necessidade do marketing digital. Na internet, você decide horário, perfil, sexo, região e interesses do público que quer atingir e isso pode mudar de uma campanha para outra.

E isso funciona para empresas B2B (business to business – empresas que prestam serviço para outras empresas) e B2C (business to consumer – venda para consumo), otimizando resultados ao atingir pessoas certas na hora certa.

5 – Eduque seu público e torne-se uma referência de mercado

A estratégia de marketing digital vai além da simples divulgação de ofertas. O público que está na internet exige conteúdo mais especializado e que seja relevante para ele naquele momento.

O ideal é criar conteúdo que edeque/oriente sobre determinado assunto ou mesmo ensine a importância do seu produto, como e por que ele deve ser usado.

Assim, ao pesquisar referências o consumidor dará preferência a quem detém mais conhecimento e é uma referência naquela área.

6 – A veiculação online disponibiliza ferramentas para mensurar o retorno dos seus investimentos

A mensuração de dados na internet, embora não seja uma tarefa tão simples, é mais fácil do que em veículos tradicionais. É quase impossível contabilizar quantas pessoas viram sua propaganda no outdoor da cidade, mas dá para contar quantas acessaram o site e qual percentual resultou em novos negócios.

O ROI, sigla em inglês para retorno sobre investimento, é uma parte importante no planejamento do marketing digital e especifica quanto cada real investido está gerando de resultado para a sua empresa.

Vale lembrar que o marketing não é o único responsável pelo sucesso dos negócios, mas agora é possível acompanhar o que está funcionando melhor e mensurar dados completos sobre sua página, criando oportunidades de melhoria.

7 – Atrair clientes em potencial com a produção de vídeos promocionais/institucionais

Se você chegou aqui, entenda os passos para a produção de um vídeo promocional para sua empresa e varejo

História: Sem uma história é impossível produzir qualquer tipo de vídeo, mesmo ele sendo promocional. Então tenha em mente o que realmente deseja passar para seu público. Em resumo “o que deseja vender em seu vídeo”!

Roteiro: Aqui a coisa começa a ficar mais séria, pois é transformar uma simples história ou ideia, em uma sequência lógica que será reproduzida fielmente no seu vídeo. Aqui entra literalmente as falas que serão utilizadas ou narradas durante o vídeo! Tome cuidado especial com a língua portuguesa (gramática, sintaxe e concordâncias)!

Animação em Motion Graphic ou com captação de atores: Essa escolha é crucial para o êxito de sua campanha, mas está também relacionadas a um fator primordial “o quanto de verba que está disponível para ser investido na produção do vídeo“! O Motion Graphic é bem mais em conta a produção, mas existem campanhas que somente com captação e filmagem vão oferecer o real ganho que você tando deseja!

Formatos: Hoje você tem duas opções de formato a já normal chamada Widescreen que nada mais é sendo a dimensão de nossas TV’s e a tela do cinema, ou seja, no formato horizontal. Mas no último ano um formato está tomando conta do mundo digital graças aos chamados “Vídeos Stories” utilizados pelo Facebook e Instagram. Nesse formato os vídeos ficam em pé, ou seja, na vertical (para ficar em tela cheia nos smartphones). Então é necessário pensar direitinho em qual formato terá seu vídeo. Pois não é possível fazer um vídeo em um formato e transformar em outro. É necessário fazer a captação ou criação do motion graphic adequada para cada um dos padrões escolhidos.

Interessado em expandir a comunicação da sua empresa com o marketing digital? Vamos conversar! Entre em contato com a Sê Comunicação e descubra uma da melhores agências de comunicação em Brasília.

Tendências de SEO em 2021: o guia completo para rankear em primeiro lugar

Como será o SEO em 2021? O Google está sempre se atualizando, a tecnologia não para de evoluir e o mercado se torna cada vez mais maduro para acompanhar as mudanças. Então, chegou a hora de saber o que deve marcar as estratégias de otimização no próximo ano.

Então, para alcançar bons resultados em uma estratégia de Marketing Digital, é fundamental estarmos sempre por dentro das possibilidades de mudanças que surgem com cada vez mais frequência. Com isso em mente, selecionamos as 9 principais tendências de SEO para 2021.

Uma coisa que precisamos deixar bem claro é a importância da modernização de um site, antes de iniciar qualquer projeto de SEO. Nós da Agência Carcará, recomendamos veementemente que o site de sua empresa passe por uma modernização, pegando assim todas as técnicas e atualização relacionadas ao programação (php), performance de banco de dados, framework ou CMS de trabalho (WordPress), acessibilidade e navegabilidade (UI e UX), para que somente depois o projeto de SEO venha realmente ser implementado!

1. Conteúdo relevante e valioso

Se você não produz conteúdo relevante e valioso para a sua buyer persona, não faz sentido seguir nenhuma dica de SEO. Essa é uma tendência que nunca vai mudar.

Isso porque todos os fatores analisados ​​pelo algoritmo do Google estão de alguma forma relacionados à experiência do usuário. Para que os seus visitantes se sintam satisfeitos ao entrar em seu site, eles precisam acessar um conteúdo rico e autêntico que ofereça o que estão procurando.

Caso isso não aconteça, o usuário pressiona o botão de voltar e escolhe outra das várias opções presentes nos resultados do buscador. Isso significa que sua marca perderá a chance de conquistar um novo cliente, que poderá até desenvolver um sentimento negativo em relação à sua empresa.

O aumento na taxa de rejeição e a diminuição no número de usuários satisfeitos afetam a reputação geral e a autoridade digital da sua marca. Então, para alcançar e manter bons resultados de SEO, é fundamental que você crie conteúdo relevante e valioso.

Para fazer isso, concentre-se em desenvolver sua estratégia tocando nas dores, necessidades e desejos de sua persona. Seu objetivo deve ser atender às demandas de seus visitantes, não apenas aos bots do Google.

Nesse ponto, vale a pena considerar a produção de conteúdo interativo, que atrai e retém a atenção dos usuários com mais facilidade. Além disso, interagir diretamente com a própria experiência aumenta as chances de o visitante se sentir satisfeito e continuar navegando em seu site.

2. E-A-T

A compreensão do Google sobre o que é um site de qualidade, que mereça estar entre os primeiros lugares da busca, muda ao longo dos anos.

Nos primórdios do sistema de busca, o que valia era a quantidade de backlinks que a página recebia e a correspondência de palavras-chave.

Depois, passou a contar também a qualidade do conteúdo da página. Mais tarde, valia também a qualidade dos sites que linkavam para aquela página.

Hoje, o Google deixa claro o que é essencial para determinar a qualidade do conteúdo de uma página. O buscador considera três importantes fatores para avaliar se as páginas merecem aparecer bem posicionadas nos resultados da busca:

  • Expertise (nível de conhecimento);
  • Authoritativeness (autoridade);
  • Trustworthiness (confiabilidade).

Seja um expert no seu campo de atuação

Ou, se você não for, contrate ou faça parcerias com quem seja especialista no assunto.

O Google quer priorizar páginas com conteúdo especializado, de maneira que ofereça a resposta mais precisa, atualizada e confiável para o que o usuário busca.

Sites da área médica, por exemplo, precisam ser escritos por médicos ou administrados por instituições reconhecidas na área.

Seja transparente sobre a autoria e a propriedade do site

O Google quer saber quem foi responsável pelos conteúdos. Portanto, tenha uma página “sobre nós” completa, informações de contato fáceis de achar, políticas de privacidade, termos de serviço e assinatura de autor nos artigos do blog.

Isso ajuda o buscador a entender se pode confiar no seu site.

3. Experiência do usuário (UX)

Como você viu no tópico anterior, a satisfação do usuário continua extremamente relevante para o sucesso em uma estratégia de SEO. No entanto, é importante ressaltar que essa satisfação não depende apenas de conteúdos qualificados e relevantes. É necessário oferecer uma experiência completa.

Quando aplicado ao Marketing Digital, UX está relacionado à interação do usuário com os canais da marca. Ela precisa acontecer de uma forma simples, acessível e sem barreiras.

Em outras palavras, ao acessar seu site, os seus visitantes devem encontrar páginas de carregamento rápido, menus intuitivos e outros elementos que tornam a experiência mais rica e eficiente.

A partir de agora, tudo isso também será levado em consideração pelo algoritmo do Google. As informações vêm de uma postagem no Google Webmaster Central Blog, que explica como o algoritmo avalia a experiência na página para definir sua posição no ranking.

4. SEO para mobile

Se você tem seguido as tendências de SEO dos anos anteriores, sem dúvida, percebeu que o SEO para dispositivos móveis estava entre elas e não era por acaso. Desde 2019, o Google analisa as páginas mobile de sites como versões primárias, deixando as versões desktop como secundárias.

Então, o SEO para mobile é a chave para o sucesso da sua estratégia e se torna ainda mais relevante em 2021. Isso porque o número de pessoas que acessam a internet a partir de smartphones não para de crescer.

As estatísticas comprovam: ao longo de 2020, as pesquisas realizadas em dispositivos móveis superaram as feitas em desktops.

5. Core Web Vitals e experiência de página

Além dos esforços para otimizar a experiência digital dos usuários, o Google lançou o Core Web Vitals, em 2020.

Como você viu no tópico sobre a experiência do usuário, os principais fatores estão relacionados ao carregamento, interatividade e estabilidade visual. A ideia é oferecer a melhor experiência de página possível.

Mas, afinal, quais são os Core Web Vitals e como eles afetarão a classificação de SEO em 2021? O próprio Google, em seu Central Blog, definiu os três fatores que serão analisados ​​pelo algoritmo:

  • Large Contentful Paint (LCP);
  • First Input Delay (FID);
  • Cumulative Layout Shift (CLS).

Vamos falar sobre cada um deles!

Large Contentful Paint

LCP mede exatamente quanto tempo leva para uma página carregar e exibir seu conteúdo principal. Portanto, ele se refere ao fator de carregamento do Core Web Vitals. O ideal, segundo o Google, é manter o LCP em 2,5 segundos, no máximo.

First Input Delay

FID mede o tempo que leva para uma página se tornar interativa. Em outras palavras, a partir do momento em que o usuário acessa uma página, quanto tempo leva para que ele possa interagir com ela? De acordo com o Google, esse processo deve levar menos de 100 ms.

Cumulative Layout Shift

Por fim, temos o CLS, que se refere ao volume de mudanças inesperadas de layout no conteúdo visual. O ideal é manter esse índice abaixo de 0,1.

 

6. Pesquisas zero-click

Com o tempo, o Google faz alterações no design e layout na página de resultados de buscas para fornecer experiências mais rápidas e eficazes ao consumidor. Recentemente, a plataforma passou a focar buscas zero-click, ou seja, resultados que aparecem no topo da primeira página.

Agora, o zero-click está mais presente do que nunca: mais de 50% das buscas no Google terminam sem que o usuário clique em nada. Esse conteúdo deve ser capaz de responder diretamente às perguntas inseridas pelos usuários na barra de pesquisa.

Dessa forma, o público pode encontrar exatamente o que procura no próprio Google, sem clicar em mais nada. Esse tipo de atividade foi implantado em março de 2020 e a tendência é que não pare de crescer.

Se você já é um especialista em Marketing Digital, pode perceber a semelhança desse recurso com os já famosos featured snippets. Não é por acaso.

O mecanismo funciona de forma semelhante, com a diferença de que o Google pode identificar passagens individuais em uma página da web para exibir conteúdo relevante nos resultados da pesquisa.

Como um profissional de marketing digital, você deve otimizar seu conteúdo para tornar esse novo recurso mais fácil de operar.

Use informações estruturadas para facilitar a compreensão do algoritmo, melhore as suas CTAs orgânicas e concentre seus esforços em responder às possíveis perguntas da buyer persona.

7. Segurança do site

Não é novidade que o Google considera o status de segurança do seu site ao analisar sua relevância e, claro, a sua classificação. Portanto, se você deseja que sua estratégia de SEO seja bem-sucedida, é importante acrescentar recursos de segurança, como plugins especializados e certificados SSL.

Em 2021, diante de um público cada vez mais atento às ameaças presentes em ambientes não seguros da internet, a tendência é que a proteção de sites se torne ainda mais importante.

Afinal, se as pessoas não se sentirem seguras ao acessar suas páginas, a sua taxa de acessos cairá, assim como sua classificação no Google.

8. Intenção de busca

A otimização com foco no usuário tem sido uma das principais prioridades do Google há muito tempo. O objetivo é sempre entregar conteúdo que atenda às intenções do público.

Para isso, o Google lançou Bidirectional Encoder Representations from Transformers, o algoritmo BERT. Essa tecnologia busca otimizar a compreensão do que os termos de pesquisa representam em determinado contexto.

Em outras palavras, o algoritmo possibilita ao Google interpretar a intenção de uma pesquisa específica, mesmo que inclua uma linguagem com termos mais coloquiais.

Dessa forma, torna-se ainda mais importante produzir conteúdo que corresponda diretamente às intenções dos usuários, sempre usando uma linguagem natural.

Com a introdução do algoritmo BERT, o Google está aprimorando sua eficácia na entrega de conteúdo mais adequado, o que aumenta a demanda por qualidade.

9. Conteúdo mais longo

Como mostramos anteriormente, expertise, autoridade e confiança são os elementos que estão se tornando cada vez mais relevantes no mundo do Marketing de Conteúdo.

A ideia é garantir aos usuários que o conteúdo que estão consumindo é realmente de qualidade e, para isso, muitas vezes é necessário uma pesquisa mais aprofundada e o resultado são conteúdos mais completos.

Assim, uma das coisas mais importantes a fazer é investir na produção de conteúdos mais abrangentes e, consequentemente, extensos. O State of Content Report traz dados que confirmam a relevância de materiais maiores.

De acordo com o estudo, leituras longas, de mais de 3 mil palavras, obtêm três vezes mais tráfego, quatro vezes mais compartilhamentos e 3,5 vezes mais backlinks do que a média de artigos (901-1,2 mil palavras).

Isso contribui para o aumento do alcance orgânico da sua marca e para o desenvolvimento da sua autoridade digital, resultando em melhores classificações no Google.

10. SEO local

pandemia da Covid-19 foi o grande acontecimento de 2020. Além das consequências que o período de distanciamento social causou na Saúde e na Previdência, os consumidores também tiveram seus hábitos alterados. Durante o período pandêmico, houve uma valorização maior do comércio local.

Isso ocorreu devido a vários fatores. Primeiro, a crise econômica levou as populações locais a se concentrar no apoio ao mercado local para manter o funcionamento da Economia.

Da mesma forma, as limitações de transporte levaram mais pessoas a procurar estabelecimentos perto de suas casas.

É aqui que o SEO local entra. Esse recurso existe há algum tempo e tem o Google Meu Negócio como uma de suas principais ferramentas. No entanto, as particularidades do ano de 2020 o tornaram ainda mais relevante.

Por exemplo, foi a partir do Google Meu Negócio que as empresas locais conseguiram manter seus clientes atualizados com as mudanças nos horários, ofertas especiais, opções de entrega, entre outros.

Em 2021, se você não usar ativamente o Google Meu Negócio, simplesmente, ficará atrás da concorrência.

Aparecer no ranking local de SEO significa estabelecer um vínculo positivo com o bairro e também atrair clientes que estão apenas de passagem pela cidade.

Conheça nossos canais sociaisInstagramFacebook e Youtube

Written by

Olá sou Alexandre Augusto sócio da Agência Carcará de Publicidade em Brasília em conjunto com meu sócio e Diretor de Criação Raul Evaristo.  Desde 2013 a Agência Carcará figura entre as mais importantes empresas de propaganda e marketing digital no DF e em Brasília. O foco da Carcará é o de promover e fidelizar a sua marca levando sua empresa a ter sucesso em Brasília e no Distrito Federal, por meio de gestão de campanhas publicitárias (com as de matrícula escolar) eficientes isso sem falar na Gestão de SEO e desenvolvimento de sites, além da criação de Vídeos Promocionais. Conheça nossos canais sociaisInstagramFacebook e Youtube